segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Júlia Ayoub destaca programa para jovens mulheres da FIA: "Superou todas as minhas expectativas"

0 comentários

Foto: Ferrari Media

As quatro finalistas do FIA Girls On Track - Rising Stars, dentre as quais estava a brasileira Júlia Ayoub, passaram por diversos testes físicos e mentais, além de atividades de pista com um F4; programa contou com 70 jovens mulheres competindo por uma vaga na Academia de Pilotos da Ferrari

O FIA Girls On Track – Rising Stars, programa de desenvolvimento que busca incluir jovens mulheres no esporte a motor, teve sua vencedora anunciada na tarde desta sexta-feira (22) após contar com uma seleção entre 70 pilotas. As quatro finalistas, dentre as quais estava a brasileira Júlia Ayoub, passaram por diversos testes físicos e mentais, além de atividades de pista com um F4.

Única brasileira a disputar o Mundial de Kart em 2019, Júlia afirma que o projeto superou as expectativas. “Foi incrível, não imaginei que seríamos testadas de forma tão intensa por tantos profissionais altamente qualificados como fomos”, disse Júlia.

“Como nunca vimos isso acontecer conosco antes, são coisas que acontecem apenas com os homens e foi realmente incrível ter sido testada assim. Porque eu realmente pude ver o quanto vocês acreditaram no nosso potencial, dentro e fora das pistas. Então com certeza superou todas as minhas expectativas e foi incrível”, valorizou a brasileira, que tem sua carreira administrada por Gastão Fráguas, brasileiro campeão mundial de kart.

A fase final de seleção foi feita entre os dias 11 e 15 de janeiro em Maranello na cidade-sede da Scuderia Ferrari, na Itália. A vencedora do programa, Maya Weug, assinará um contrato com a Academia de Pilotos da Ferrari para correr na F4 em 2021.

Durante a transmissão ao vivo, no entanto, foi anunciado que as outras três finalistas seriam premiadas com um teste em uma das pistas da escuderia em 2021. “Estamos felizes em dizer que a vencedora irá para a F4, mas as outras três mulheres ganharão um teste e quem sabe para onde irão depois desse teste. Como eu disse, é o começo de um programa muito animador”, diz Laurent Mekies, diretor esportivo da Ferrari.

O FIA Girls On Track – Rising Stars contou com 70 jovens mulheres inscritas, que passaram por diversos testes físicos, mentais e técnicos ao longo do processo, inclusive com atividades na pista com um F4 em Fiorano, autódromo de testes da Ferrari. Além das pilotas brasileiras (Júlia Ayoub e Antonella Bassani), a francesa Doriane Pin e a holandesa Maya Weug também foram finalistas.

Deixe seu comentário