terça-feira, 11 de junho de 2019

Quebra de Khodair tira Blau da briga pela vitória em Londrina; Ramos também abandonou

0 comentários
Foto: Divulgação
Um furo no radiador – resultado de um engavetamento na largada - tirou da Blau Motorsport a chance de conquistar o seu primeiro pódio com Allam Khodair na segunda corrida da etapa de Londrina da Stock Car, disputada neste domingo, no autódromo Ayrton Senna.

Com uma estratégia focada na segunda prova, o Japonês Voador vinha escalando o pelotão e, depois de largar em 20º, já estava entre os cinco primeiros quando se viu forçado a abandonar.

Cesar Ramos teve sorte parecida. Penalizado por conta de um erro no pitstop, o piloto gaúcho cruzou a linha de chegada da corrida 1 na nona colocação, resultado que o colocaria na primeira fila da segunda prova do dia. No entanto, com um pênalti de 10 segundos que foram acrescidos ao seu tempo total de prova, acabou ficando em 12º, matando a estratégia montada pelo Time Azul.

No fim, com uma quebra na suspensão, Ramos ainda acabou por não completar a corrida que fechou a disputa da quarta etapa do campeonato.

Confira o que disseram pilotos e chefe de equipe Mauricio Martinez:

Cesar Ramos (19o colocado): “Com certeza um resultado frustrante. Poderíamos ter brigado por dois Top10 ou algo muito perto disso, o que seria essencial para o nosso campeonato, mas não deu certo e estamos saindo de Londrina com menos pontos do que planejávamos. Mas agora não tem muito o que fazer ou lamentar. Temos que levantar a cabeça e buscar evoluir o carro até a etapa de Santa Cruz para tentar buscar um pódio em casa”

Allam Khodair (14o colocado): “Tínhamos um dos carros mais rápidos da pista quando abandonamos e se tem uma lição positiva que temos que tirar de tudo isso é que temos um carro competitivo e, apesar dos problemas, estamos mais perto de voltar a vencer.  A próxima etapa é em Santa Cruz do Sul, uma das pistas onde tenho meus melhores resultados”

Mauricio Martinez: “É muito frustrante não ter conseguido realizar os resultados que planejamos e acabar perdendo pontos essenciais por causa de duas quebras. Ainda precisamos buscar uma classificação melhor, mas dentro das possibilidades que a corrida nos apresentou aqui em Londrina, adotamos as estratégias certas e tivemos carros competitivos nas duas corridas. Tanto com o Cesar na primeira prova e com o Allam na segunda. Agora teremos uma pausa longa, tempo para acertar os detalhes que faltam para voltarmos a brigar pelas primeiras posições com constância. Tenho convicção de que, em Santa Cruz, estaremos mais fortes”

Deixe seu comentário