domingo, 15 de outubro de 2017

Seletiva de Kart Petrobras: Gurgacz, Crispim e Rosate são os últimos classificados na Paraíba

0 comentários
Foto: Flávio Quick
19a edição da Seletiva de Kart Petrobras já tem seus 12 finalistas definidos

Os 12 kartistas que estarão na disputa pela maior premiação do kartismo nacional já estão definidos. Neste sábado (dia 14), foram conhecidos os três últimos selecionados para a final da Seletiva de Kart Petrobras durante a Copa Brasil de Kart, no kartódromo Paladino Internacional, em João Pessoa (PB).

O paranaense Pedro Henrique Gurgacz, de 15 anos, o paraibano Sérgio Crispim e o goiano João Rosate, ambos com 17 anos, conquistaram as vagas numa prova muito disputada na bateria Graduados e que teve a vitória do veterano André Nicastro. O mineiro Gabriel Paturle foi o segundo colocado, mas já tinha garantido sua vaga para a final da Seletiva de Kart Petrobras em etapas classificatórias anteriores. O terceiro lugar na final ficou com Felipe Nobrega.

A prova começou com Crispim largando na ponta, depois de um segundo lugar e uma vitória nas baterias classificatórias de quinta e sexta-feira (12 e 13). O piloto da casa, no entanto, acabou se enroscando e numa disputa teve seu bico danificado e caiu para trás, sendo obrigado a parar nos boxes. Nicastro, que largou em terceiro, logo assumiu a ponta e abriu vantagem para conquistar seu nono título na Copa Brasil, depois de 24 voltas.

Gurgacz, que terminou em quinto, foi o primeiro a garantir a vaga para a decisão da 19a edição da Seletiva de Kart Petrobras, já que de acordo com os critérios da competição apenas pilotos entre 15 e 18 anos e que não tenham sido campeões anteriormente podem concorrer à vaga. Ele será um dos mais jovens na final, fazendo sua estreia em seu primeiro ano na categoria Graduados.

“A Seletiva é um campeonato muito importante. Todo mundo sonha disputar a final, desde que começa no kart. Estou muito contente e quero brigar pelo título”, comemorou o piloto de Cascavel, no Paraná. Com relação à premiação da Seletiva, o piloto destaca o desejo de participar das ações na Europa. “Quero muito ter essa chance de viajar e fazer o teste de Fórmula 4 na Europa. Também tenho muita curiosidade para conhecer o simulador de F-1”, completou.

Crispim, finalista da Seletiva em 2015, lamentou a perda do título, mas ficou satisfeito com a conquista da vaga. O piloto completou a disputa em sexto. “Larguei em primeiro na final, mas logo na terceira volta perdi o bico numa disputa e tive de parar. Quando cheguei no box pensei em abandonar, mas me lembrei da vaga da Seletiva e voltei pra pista”, contou.

Mais experiente, depois de dois anos de sua primeira final da Seletiva, o piloto espera que isso o ajude na decisão deste ano. “Eu era muito jovem, errei e saí com acerto de chuva no seco e o kart não rendia. Só percebi quando parei. Agora amadureci mais”, disse o paraibano que se for campeão pretende usar o prêmio para investir no próximo passo de sua carreira, fora do kart.

E a última vaga em jogo ficou com o goiano Rosate, que terminou em oitavo. O piloto também fará sua segunda final da Seletiva de Kart Petrobras. A primeira também foi em 2015 e ele terminou em quinto lugar.

“Vim pra cá de última hora. Faltavam dois dias, estava em São Paulo e me lembrei que valia vaga na final da Seletiva. Achei um kart de última hora e, felizmente, consegui cumprir o objetivo. Agora é treinar bastante para a final”, comentou.

Mas a conquista da vaga não foi tão fácil assim. “Esqueceram de apertar o carburador e já na largada percebi que tinha algo errado. Na primeira volta o kart ficou muito acelerado e fui para os boxes. Até pensei em desistir, mas imaginei que os outros concorrentes poderiam quebrar e foi o que aconteceu. Voltei pra pista e deu tudo certo”, continuou Rosate.

“Em 2015, eu era o piloto mais novo da final da Seletiva, nem corria na Graduados. Mas agora, mais experiente, conhecendo já o kart, vamos pra cima. O prêmio é muito importante e quero viajar e fazer os treinos de Fórmula 4. A parte em dinheiro penso em dividir com o meu mecânico e investir em algum treino de fórmula, na continuidade da minha carreira”, finalizou.

Gurgacz, Cripsim e Rosate vão se juntar aos outros nove finalistas, que conquistaram suas vagas nas etapas classificatórias anteriores: os gaúchos Pedro Goulart e Arthur Leist, o paranaense Edgar Bueno Neto, os mineiros Gabriel Paturle e Lucas Grosskopf, os brasilienses Lucas Okada e Enzo Elias e os paulistas Murilo Coletta e Vinícius Ponce.

Binho Carcasci, organizador e idealizador da Seletiva de Kart Petrobras, também avaliou a última etapa classificatória e falou sobre as expectativas para a final. “Agora já temos os 12 classificados para a final, que vai acontecer dentro de três semanas. Corremos junto com a Copa Brasil de Kart, reunindo pilotos do Brasil inteiro e o resultado mostra isso: tivemos um piloto do Paraná, um da Paraíba e outro de Goiás classificados. Isso é muito importante e revela que temos bons pilotos no Brasil inteiro e o objetivo da Seletiva é dar a chance de todos eles participarem da nossa final e lutar por este premio tão esperado e desejado”, lembrou.

“A expectativa é muito grande agora para a decisão. Os 12 finalistas são os melhores da temporada, classificaram-se em grandes campeonatos nacionais e a disputa vai ser forte como sempre”, finalizou Carcasci.

A final da Seletiva de Kart Petrobras 2017 acontecerá nos dias 31 de outubro e 1º de novembro no kartódromo da Granja Viana, em Cotia (SP).

O campeão da 19ª edição da Seletiva vai faturar 85 mil reais, o vice-campeão 8 mil reais e mais um piloto será premiado, com os três participando de um programa de orientação, que inclui teste com monoposto de base na Europa, experiência em simulador de F-1 e muito mais.

Resultado da Final da categoria Graduados em Paladino:
1) 28-Andre Nicastro (FADF), 24 voltas
2) 80-Gabriel Paturle (FMA), a 3.295
3) 96-Felipe Nobrega (FAEP), a 12.832
4) 88-Marco Antonio Raimundo (FAUGO), a 17.254
5) 9-Pedro H. S. Gurgacz (FPRA), a 20.645
6) 21-Sérgio R. S. Crispim Filho (FAEP), a 29.795
7) 48-Lucas Nogueira (FMA), a 6 voltas
8) 58-Joao Rosate (FAUGO), a 11 voltas
9) 8-Ricardo Y. K. de Medeiros (FADF), a 23 voltas
112-Edgar Bueno Neto (FASP), Não Classificado

Os 12 Finalistas da Seletiva de Kart Petrobras 2017:
Pedro Goulart (RS)
Edgar Bueno Neto (PR)
Arthur Leist (RS)
Gabriel Paturle (MG)
Lucas Grosskopf (MG)
Lucas Okada (DF)
Murilo Coletta (SP)
Vinícius Ponce (SP)
Enzo Elias (DF)
Pedro Henrique Gurgacz (PR)
Sérgio Crispim (PB)
João Rosate (GO)

Seletiva de Kart Petrobras - Criada em 1999, com o patrocínio da Petrobras, a Seletiva tem, em média, aproximadamente 110 pilotos tentando a vaga na final. Em 18 anos, mais de 200 já estiveram na briga pelo título na grande final.

Considerada uma referência entre os kartistas do Brasil, a Seletiva de Kart Petrobras é reconhecida (desde 2001) como evento oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Comissão Nacional de Kart (CNK).

Além da maior premiação em dinheiro do kartismo nacional, a Seletiva de Kart Petrobras contempla três competidores com a participação em um programa de orientação de pilotos, que inclui um teste com simulador de F-1 na Europa, um teste com monoposto de base também na Europa, com a orientação de um coaching, acompanhamento físico e psicológico, experiência com carros de turismo no Brasil, palestra sobre marketing e media training.

A premiação total - somando todas as ações - chega a aproximadamente 350 mil reais. O campeão recebe 85 mil reais em dinheiro e o vice-campeão 8 mil.

Os finalistas disputam o título com chassis fornecidos pela fabricante Bravar.

Mais informações: www.seletivadekartpetrobras.com.br

Informações para a imprensa:


FGCom

Fernanda Gonçalves / Beatriz de Paula 

Tel. 11 98245.4511

fernanda@fgcom.com.br / beatriz@fgcom.com.br

www.fgcom.com.br

Deixe seu comentário