segunda-feira, 23 de maio de 2016

Stock Car: Com sabor amargo, Rafael Suzuki soma terceiro top-10 do ano, em Goiânia

0 comentários
Foto: Carsten Horst
Representante maranhense estava em 4º na penúltima volta, mas sofreu uma quebra involuntária da suspensão traseira. Mesmo com o carro danificado, o piloto ainda conseguiu cruzar a linha de chegada no top-10 pela terceira etapa consecutiva e somou 14 pontos para o campeonato

A etapa de Goiânia foi de emoções distintas para Rafael Suzuki, neste domingo (22). O representante maranhense largou na 11º posição, fez uma corrida agressiva, com ótimo ritmo, e estava na 4ª posição, se aproximando da briga pelo pódio. Porém, há duas voltas do fim, a quebra da suspensão traseira tirou as chances de Suzuki conquistar seu melhor resultado na Stock Car. Mesmo com o carro danificado, o piloto ainda conseguiu forçar e completou as 30 voltas entre os 10 melhores, pela terceira etapa consecutiva nesta temporada.

Com forte desempenho desde o início das atividades, Suzuki liderou o treino de sábado de manhã, e ali provou que seria um dos destaques da etapa. Na classificação, com tempos muito próximos entre os pilotos, Rafael garantiu a 11ª posição no grid de largada para a corrida mais longa da rodada.

O forte calor e as arquibancadas lotadas do Autódromo de Goiânia foram o cenário de duas provas bem movimentadas neste domingo. Na corrida 1, Suzuki largou em 11º, mas perdeu algumas posições para evitar um acidente na primeira curva. Mas isso não atrapalhou o piloto do carro #8, que era um dos mais rápidos da pista, e conseguiu rapidamente recuperar terreno. Devido ao novo regulamento, os pilotos precisam praticamente optar por priorizar a primeira ou a segunda prova, e a estratégia de Rafael com a equipe Geolab Racing se mostrou acertada, já que o representante maranhense vinha forte na 4ª posição, se aproximando cada vez mais da briga por um lugar no pódio. Mas faltando menos de duas voltas para o fim da corrida, a quebra da suspensão quase forçou o abandono de Suzuki, que ainda conseguiu cruzar a linha de chegada no top-10, e depois entrar para os boxes para o reparo do carro.

Pelo resultado da primeira corrida, e a regra de inversão dos 10 primeiros, Suzuki largaria na pole position da segunda corrida, mas teve de sair dos boxes. O piloto continuou entre os mais rápidos da pista, mas teve de fazer um pit-stop para reabastecimento, e terminou as 18 voltas em 21º.

Com os resultados deste fim de semana, Rafael Suzuki somou 14 pontos e ocupa agora a 16ª posição do campeonato, a apenas oito pontos do top-10. A Stock Car volta a se reunir em duas semanas, entre os dias 03 e 05 de junho, em Santa Cruz do Sul (RS), para a 4ª etapa do campeonato.

Rafael Suzuki é patrocinado pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel), pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte.

Rafael Suzuki:

"Hoje ficou um gosto amargo. Esse 4º lugar iria coroar o grande fim de semana que tivemos, sempre entre os mais rápidos. Ainda bem que consegui me arrastar até o fim pra salvar pontos importantes, com nosso terceiro top-10 consecutivo. Estou feliz com a minha performance e com a da equipe, evoluímos ainda mais desde a última corrida e estamos no caminho certo, os caras têm feito um belo trabalho. Tenho certeza que colheremos grandes resultados em breve. Hoje faltou sorte".

Resultado corrida 1 - Goiânia

1-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - 30 voltas em 42min55s358 (média de 160,8 km/h)
2-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma- RC) - a 3s265
3-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) - a16s546
4-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - a 20s743
5-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 27s837
6-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - a 34s339
7-) 66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) - a 34s722
8-) 73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) - a 36s112
9-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) - a 36s476
10-) 8 Rafael Suzuki (Geolab Racing) - a 49s11
11-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - a 52s134
12-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - a 57s852
13-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - a 1min1s700
14-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) - a 1min05s780
15-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - a 1min07s075
16-) 5 Denis Navarro (Geolab Racing) - a 1min08s297
17-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) - a 1 Voltas
18-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) - a 1 Voltas
19-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) - a 1 Voltas
20-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) - a 2 Voltas
21-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) - a 7 Voltas
22-) 9 Guga Lima (TMG Racing) - a 7 Voltas
23-) 74 Popó Bueno (Cavaleiro Sports) - a 9 Voltas
24-) 110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições) - a 10 Voltas
25-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) - a 14 Voltas
26-) 12 Lucas Foresti (Full Time-ProGP) - a 14 Voltas
27-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) - a 15 Voltas
28-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) - sem tempo

Resultado corrida 2 - Goiânia

1-) 28 - Galid Osman (Ipiranga-RCM - 18 voltas em 29min20s (média de 1min25s299)
2-) 88 - Felipe Fraga (Cimed Racing) - a 1s232
3-) 111 - Rubens Barrichello (Medley Full Time Sports) - a 5s970
4-) 10 - Ricardo Zonta (Shell Racing) - a 6s836
5-) 21 - Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - a 8s008
6-) 0 - Cacá Bueno (Red Bull Racing) - a 8s316
7-) 70 - Diego Nunes (União Química Racing) - a 9s917
8-) 18 - Allam Khodair (Full Time Sports) - a 10s241
9-) 9 - Guga Lima  (TMG Racing) - a 11s878
10-) 63 - Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) - a 12s572
11-) 74 - Popó Bueno (Cavaleiro Sports) - a 12s751
12-) 5 - Denis Navarro (Geolab Racing)  - a 24s777
13-) 110 - Felipe Lapenna (Hot Car Competições) - a  25s977
14-) 3 - Bia Figueiredo (União Química Racing) - a 26s949
15-) 90 - Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - a 42s079
16-) 80 - Marcos Gomes (Cimed Racing) - a 43s651
17-) 77 - Valdeno Brito (TMG Racing) - a 47s638
18-) 51 - Átila Abreu (Shell Racing) - a 51s855
19-) 65 - Max Wilson (Eurofarma RC) - a 52s881
20-) 46 - Vitor Genz - Eisenbahn Racing Team) - a 53s937
21-) 8 - Rafael Suzuki (Geolab Racing ) - a 56s197
22-) 66 - Felipe Guimarães  (Full Time-ProGP) - a 3 Voltas
23-) 73 - Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) - a 6 Voltas
24-) 4 - Julio Campos (C2 Axalta Racing) - a 9 Voltas
25-) 12 - Lucas Foresti (Full Time-ProGP) - a 16 Voltas
26-) 29 - Daniel Serra (Red Bull Racing) - a 17 Voltas
27-) 26 - Raphael Abbate (Hot Car Competições) - não largou
28-) 83 - Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) - não largou

Classificação Stock Car - após 3 etapas:

1-) Marcos Gomes - 59
2-) Felipe Fraga - 56
3-) Rubens Barrichello - 53
4-) Valdeno Brito - 50
5-) Átila Abreu - 47
6-) Cacá Bueno - 44
7-) Diego Nunes - 44
8-) Daniel Serra - 40
9-) Max Wilson - 39
10-) Denis Navarro - 36
11-) Ricardo Zonta - 32
12-) Vitor Genz - 32
13-) Ricardo Maurício - 29
14-) Felipe Guimarães - 29
15-) Thiago Camilo - 28
16-) Rafael Suzuki - 28
17-) Galid Osman - 25
18-) Sérgio Jimenez - 21
19-) Allam Khodair - 18
20-) Julio Campos - 15
21-) Bia Figueiredo - 13
22-) Luciano Burti - 11
23-) Gabriel Casagrande - 8
24-) Guga Lima - 6
25-) Nestor Girolami - 5
26-) Popó Bueno - 5
27-) Felipe Lapenna - 5
28-) Lucas Foresti - 3
29-) Fábio Carbone - 2
30-) Raphael Abbate - 0

Deixe seu comentário