sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Moto 1000 GP: Kawakami e David têm decisão de título acirrada na GPR 250

0 comentários
Foto: Rodrigo Ruiz
Categoria de formação do Brasileiro de Motovelocidade volta a evidenciar duelo entre pilotos da Playstation-PRT e do Team Estrella Galicia

A terceira temporada da categoria de formação de pilotos GPR 250 no Moto 1000 GP prepara-se para a etapa final destacando o equilíbrio entre os dois pilotos que decidem o título do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Brian David, do Team Estrella Galicia, e Ton Kawakami, da Playstation-PRT, aguardam com forte expectativa o GP Lubrax, oitava e última etapa, marcado para 29 de novembro no Autódromo Internacional de Curitiba.
Kawakami lidera a classificação bruta da temporada com três vitórias, dois segundos, um terceiro e um quinto lugar. David venceu quatro vezes e somou um segundo e um quinto lugar. A projeção do descarte obrigatório do pior resultado de cada piloto dá a liderança a David, que aplica o abandono na terceira etapa, em Goiânia, e mantém seus 139 pontos. Kawakami soma 144 e, descartando o quinto lugar da quinta etapa, em Curitiba, cai a 133.

“Eu me esforcei bastante neste ano para alcançar esse título, vou para a decisão focado e com vontade de ganhar, já esperando que 2016 possa me proporcionar novos desafios, que possa evoluir ainda mais”, espera Kawakami, que ainda não definiu onde vai correr na próxima temporada. Suas opções são permanecer na categoria de formação de pilotos do Moto 1000 GP e direcionar o trabalho de desenvolvimento à motovelocidade europeia.

David, recordista de vitórias, também aguarda a definição de seu futuro. “Antes o foco está na corrida em Curitiba. Estou muito animado e vou dar meu melhor, vou fazer minha parte e seu Deus quiser vai dar tudo certo”, aposta, já precavido quanto a um eventual trabalho em equipe dos irmãos Ton e Meikon Kawakami. “O Ton tem o irmão na pista para tentar me frear, pode não ser uma disputa de um contra um, mas isso não vai me impedir de ganhar”.

A disputa pelo terceiro lugar na classificação final do Moto 1000 GP vai confrontar dois companheiros de equipe no GP Lubrax. O paulista Guilherme Brito, que soma um segundo, dois terceiros e três quartos lugares, totaliza 92 pontos. Está 11 à frente do cearense José Duarte, dono de um segundo, um terceiro e dois quartos lugares. Pilotos do Team Estrella Galicia, eles mantêm a pontuação original, já que têm abandonos para aplicar no descarte.

A decisão do título brasileiro da GPR 250 em 2014, tal qual neste ano, confrontou pilotos das equipes chefiadas por José Carlos “Pitico” de Morais e Alex Barros. Meikon Kawakami, conquistou o campeonato pela Playstation-PRT com 158 pontos, 18 a mais que Lucas Torres, do Team Estrella Galicia. Meikon, em 2013, fora vice-campeão pela equipe de Barros com 122 pontos, a oito do gaúcho Pedro Sampaio, campeão pela equipe Fábio Loko.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o lubrificante Lubrax Tecno Moto. A Petrobras e a Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, que fornece seus pneus de competição a todas as equipes inscritas. O Moto 1000 GP também conta em 2015 com o apoio de Beta Ferramentas, MSR Macacões Personalizados, Puig, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Grelak Comunicação
(45) 3037-6667

Deixe seu comentário