domingo, 1 de novembro de 2015

José Duarte viaja à Espanha para aprimorar pilotagem

0 comentários
Foto: Robério Lessa
Piloto cearense, acompamhado de Alexandre Barros, realiza treinamento na pista do ex-piloto Sete Gibernau, vice-campeão da MotoGP

Em sua segunda temporada completa no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o Moto 1000 GP, pela categoria GPR 250, o piloto cearense piloto cearense José Duarte Blinclass/Capacetes Shark/Instituto Le Santé/Câmeras Replay/Macacões MSR) sabe o quanto é importante treinar para encarar as feras que disputam com ele as conquistas nas pistas do Brasil.

Sem poder treinar na pista do Autódromo Internacional Virgílio Távora, localizado na cidade do Eusébio (CE), devido a não liberação por parte da Federação Cearense de Automobilismo, que tem a sessão do autódromo por parte do Governo do Estado do Ceará, o atleta da equipe Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros tem tido poucas oportunidades para andar com sua Honda número 97, e, para compensar, realiza treinos de fundamentos em um centro administrativo em Fortaleza.

Diante da dedicação do atleta, aliado ao seu desempenho na competição nacional, ele ganhou a chance de poder andar na pista particular do ex-piloto Sete Gibernau, vice-campeão da MotoGP nos anos de 2003 e 2004.

Na manhã este sábado (31), José Duarte embarcou para a Espanha na companhia de Alexandre Barros ex-piloto e chefe da equipe, e do seu companheiro de equipe, Brian David.

Em solo espanhol ele vai poder andar ao lado de Alexandre e do próprio Sete Gibernau. Sete, como é mais conhecido, foi contemporâneo de Alexandre Barros e tem recebido os pilotos da equipe chefiada pelo brasileiro em sua pista, dando grande oportunidade para os futuros campeões aprimorarem seus fundamentos, principalmente no controle da moto dentro das curvas.

Além do treinamento, o atleta cearense vai acompanhar o teste de Brian David na equipe Estrella Galícia, na Pré Moto3 e vai acompanhar a decisão do Mundial de Motovelocidade MotoGP, em Valência, no dia oito de novembro.

"Para mim vai ser uma experiência muito importante, uma espécie de mini intercâmbio. Além dos dois dias de treinos na pista do Gibernau, com a assistência dele e do Alexandre, terei a oportunidade de conhecer como a Estrella Galícia trabalha na pista, não só na categoria de base, como a Pré Moto3, como no MotoGP. Quero aproveitar cada momento, porque quando for a minha vez de estar testando já saberei como tudo acontece. Espero que o Brian se saia bem, é muito importante para nós que estamos no projeto do Alexandre, de que os pilotos com atuação no Brasil possam ter uma oportunidade no maior campeonato de motos do mundo", revelou Duarte.

José Duarte disputa, no dia 29 de novembro, a última etapa do Moto 1000 GP. A prova será realizada no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR).

Deixe seu comentário