terça-feira, 27 de outubro de 2015

José Duarte sai do Rio Grande do Sul com o pensamento em Curitiba

0 comentários
Foto: Robério Lessa
Piloto cearense quer recuperar o terceiro lugare na classificação-geral da GPR 250 na última prova do ano

A sétima etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade - Moto 1000 GP - não teve o resultado esperado pelo cearense José Duarte Blinclass/Capacetes Shark/Instituto Le Santé/Câmeras Replay/Macacões MSR). O atleta, que disputa a competição pela categoria GPR 250 caiu na penúltima volta quando disputava a quarta posição.

Na corrida disputada na manhã deste domingo (25), no Autódromo de Santa Cruz do Sul (RS), Duarte fazia uma corrida constante, e travava uma batalha com outros quatro pilotos (Diogo Moreira, Guilherme Brito, Rafael Traldi e Herbert Pereira) pelo quarto posto, enquanto Brian David, seu companheiro de equipe na Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros, partia em busca do primeiro lugar, que estava, naquele momento da prova, nas mãos de Tom Kawakami.

Após um sábado de superação, quando participou do treino classificatório sentindo fortes dores abdominais e tendo a necessidade de tomar soro intravenoso para reidratar-se, o piloto da moto 97 largou da sexta posição e fazia uma corrida bem ao seu estilo, unindo paciência e estudo nas voltas iniciais, ao ataque e forte ritmo na segunda metade da etapa.

A estratégia estava dando certo, mas quando tentou surpreender Rafael Traldi e Herbert Pereira, que vinham à sua frente, teve de mudar seu posicionamento diante do toque dos dois pilotos na entrada de uma curva, puxou para a esquerda e, ao iniciar a saída, a frente de sua Honda escapou e o tombo foi inevitável.
Contrariado, José Duarte disse já estar com suas atenções voltadas para a última etapa da competição, que será disputada dia 29 de novembro, no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, no Paraná.

"Eu estava com toda a estratégia traçada e, infelizmente, a frente da moto escapou e não tive como segurar. Não tenho muito o que dizer, apenas que terei uma missão difícil em Curitiba para voltar ao terceiro lugar na classificação. Ano passado terminei o campeonato em quarto, eu vou buscar o terceiro", afirmou.

O cearense, ao final da corrida, cumprimentou Brian David pela vitória ( a quarta na temporada), que deu ao piloto da Estrella Galícia 0,0 by Alex Barros, a liderança da competição. Duarte também parabenizou o título de Mathieu Lussiana, piloto da Alex Barros Racing, que venceu a corrida em solo gaúcho, conquistando o título na GP 1000 de forma antecipada.

"O Brian e o Lussiana estão de Parabéns. Essa vitória era muito importante para ele assumir a ponta na GPR 250 e levar a decisão para Curitiba com uma certa vantagem, nada está decidido, mas isso ajuda. Já o Lussiana, ele foi melhor não só hoje na Moto 1000. Embora a categoria seja repleta de feras, ele teve um ano inquestionável, com muito foco, mostrou que é preciso ter determinação para se conseguir os objetivos", disse Duarte.

Confira a classificação final da etapa de Santa Cruz do Sul na GPR 250:
1 Brian David 16:54.625
2 Ton Kawakami a 4.196s do primeiro colocado
3 Meikon Kawakami a 8.282s do primeiro colocado
4 Guilherme Brito a 14.091s do primeiro colocado
5 Diogo Moreira a 14.318s do primeiro colocado
6 Giovandro Tonini a 15.021s do primeiro colocado
7 Guilherme Marcucci a 30.352s do primeiro colocado
8 Márcio Dalzoto a 30.458s do primeiro colocado
9 Fabricio Correa a 1:53.574s do primeiro colocado
10 Jose Duarte a duas voltas do primeiro colocado

Desclassificados - Rafael Traldi e Herbert Pereira

Deixe seu comentário