quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Stock Car: RZ Motorsport tem em Burti e Salmini seus maiores trunfos

0 comentários
Foto: Carsten Horst
Engenheiro da equipe paranaense já venceu duas vezes consecutivas em Campo Grande, a última vez com Luciano Burti; meta agora é levar novamente o ex-F1 e Rafael Suzuki ao topo

Foram quatro anos de ausência da maior categoria do automobilismo brasileiro no Autódromo Internacional de Campo Grande e na última passagem, em 2011, dois integrantes da RZ Motorsport saíram de lá como vencedores: o piloto Luciano Burti e o engenheiro Jorge Salmini. Neste final de semana a Stock Car retorna a capital do Mato Grosso do Sul para disputar a nona etapa de 2015 e a novidade fica por conta do modelo de rodada dupla, adotado no ano passado, que nunca foi realizado no local.

A expectativa da RZ Motorsport é alta, pois o time dos pilotos Burti e Rafael Suzuki conta com o experiente Salmini. O uruguaio foi vencedor das duas últimas corridas no Circuito Orlando Moura em 2010 e 2011, quando foi o responsável pelo acerto dos carros de Nonô Figueiredo e de Luciano Burti, respectivamente.

"Acredito que iremos andar bem em Campo Grande. Gosto muito dessa pista e sei que ela exige muito dos pneus e que a estratégia da corrida é muito importante para o resultado. Além disso, acredito que teremos algumas surpresas a mais, como a previsão de chuva para sexta, que acaba atrapalhando o desenvolvido, já que sábado é domingo a previsão é de sol e calor. Este tipo de circuito é um desafio para os pilotos e também para os chefes de equipe. Tive muito sucesso em meus dois últimos anos correndo lá e agora tenho confiança de que poderemos novamente ter um carro rápido. Mas desta vez, claro, ele estará nas mãos do Luciano e do Rafael", brincou Salmini.

Burti garante que é sempre bom ter um retrospecto positivo, mas ressalta que a competitividade da categoria é muito grande e essa força tem que aparecer já nos primeiros treinos. "Realmente, é bom voltar para uma pista, onde já andamos bem, tanto eu, quanto o Jorge (Salmini). É sempre bom voltar para uma pista assim porque a receita básica você já tem, seja para o carro, ou seja para o piloto, em termos de traçado ponto de freada e assim por diante", destacou o ex-piloto de Fórmula 1.

"Ao mesmo tempo, temos que lembrar que no automobilismo não é assim. Onde já vimos equipes andarem bem, acabam andando mal, ou vice-versa. É sempre bom chegar nessa condição, mas não é garantia nenhuma de um bom resultado. Na época era um outro pneu, as condições da pista também mudam. Como já faz alguns anos, pode ser que nos deparemos com uma pista diferente e isso exige toda a nossa atenção, todo o nosso esforço. Temos que trabalhar bastante para andarmos bem de novo. Óbvio que não é começando do zero porque parte da receita com certeza ainda funciona, mas temos que buscar uma evolução. As condições do asfalto lá não são boas e isso é uma dificuldade para todo mundo", analisou.

Na última etapa em Cascavel, Burti foi o destaque do treino livre de sexta-feira, quando ficou na ponta da tabela e para o piloto isso ainda dá mais confiança para Campo Grande. "Acabamos andando muito bem em Cascavel, que, infelizmente, não foi convertido em resultado por outros motivos, mas pelo menos a equipe reagiu e trabalhou muito bem para a performance do carro, que foi muito boa e eu me senti também muito confiante e isso acaba contando muito. Vir de uma corrida que andamos muito bem me dá mais confiança do que a vitória em 2011. Espero fazermos um bom trabalho".

Rafael Suzuki correrá pela primeira vez no circuito, mas acredita que a experiência de Burti e Salmini poderá também lhe ajudar nessa adaptação."Nunca corri em Campo Grande, mas não acho que isso vá ser uma dificuldade. Treinei algumas vezes na pista de F3 e gosto do traçado, bem técnico com um mix de curvas de todos os tipos. Vai ser importante lidar com o desgaste dos pneus. Estou confiante pro fim de semana, tivemos um ritmo competitivo em Cascavel e o histórico do Jorge e do Burti lá pode ajudar. Depois do abandono na última corrida, dessa vez precisamos trazer os pontos pra casa pra subirmos no campeonato e iniciarmos uma recuperação nas últimas quatro etapas", analisou o piloto do carro #08.

As atividades em Campo Grande começam na sexta-feira, com um shakedown (10h15) e o primeiro treino livre (14h45). No sábado, além de um último ensaio marcado para as 8h, acontece a tomada classificatória, às 12h, que terá transmissão ao vivo do Sportv. A rodada dupla, válida pela nona etapa da temporada, tem largada marcada para as 12h00 (horário local) e conta com transmissão ao vivo também do Sportv.

MS2 Comunicação Integrada
Rua Caju, 28 conj. 1006 - Petrópolis - Porto Alegre CEP 90690-310
Office: (51) 3207.9284
www.ms2comunicacao.com.br

Deixe seu comentário