terça-feira, 22 de setembro de 2015

Moto 1000 GP: GP Goiânia define favoritos aos títulos brasileiros

0 comentários
Foto: William Inácio
Sexta e antepenúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade de 2015 terá suas corridas neste domingo

As quatro categorias do Moto 1000 GP definirão neste domingo (27) os pilotos que seguirão na disputa pelos títulos de 2015 do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. GP 1000 e GP 600, que incorporam a classe Evo, GP Light e GPR 250 terão no Autódromo Internacional de Goiânia as corridas de sua sexta e antepenúltima etapa, decisiva às pretensões de pilotos de todo o Brasil e também de outros países de se tornarem campeões brasileiros.

A volta do Moto 1000 GP a Goiânia aumenta a expectativa do argentino Diego Pierluigi de se aproximar do líder francês Matthieu Lussiana na tabela de classificação da GP 1000, principal categoria do campeonato. Pierluigi venceu a última prova disputada no traçado de 3.835 metros, válida pela terceira etapa da atual temporada, e manifesta aposta otimista em sua chance de repetir o resultado na corrida de domingo com a Kawasaki da JC Racing Team.

Pierluigi é vice-líder do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade com 80 pontos. Lussiana levou a BMW Motorrad Petronas Racing a quatro vitórias e um segundo lugar em cinco etapas e lidera com 128. O terceiro é o português Miguel Praia, com a Honda da Center Moto Racing Team. Ele tem 73 pontos. Vice-campeão brasileiro de 2014, o paranaense Wesley Gutierrez somou 71 pontos com a Kawasaki da Motornil Motors-PDV Brasil e está em quarto.

A GP Light, tal qual a GP 1000, tem pilotos de marcas diferentes de motocicletas nas três primeiras posições do campeonato. O líder é Rafael Nunes, paranaense do Team Suzuki-PRT que obteve três vitórias e soma 114 pontos. O gaúcho Marcelo Dahmer estreou no Moto 1000 GP neste ano pela K Racing, com uma Honda, e é vice-líder, com 93. O terceiro é Henrique Castro, brasiliense da City Service BSB Motor Racing, com Kawasaki. Tem 65 pontos.

A temporada de 2015 revela uma campanha sem precedentes de Eric Granado na GP 600. Vencedor das cinco corridas já disputadas, o paulista da GST Honda Mobil Super Moto lidera com 134 pontos e tem, inclusive, a chance matemática de assegurar o título já no GP Goiânia. O vice-líder do campeonato é o brasiliense Ian Testa, que pilota a Kawasaki da Motonil Motors-PDV Brasil e chegou a 62 pontos com o segundo lugar na etapa de Curitiba.

A categoria de formação de pilotos GPR 250 tem Ton Kawakami como líder desde o início da temporada. Com 98 pontos, o paulista da Playstation-PRT viu sua vantagem diminuir gradativamente nas três últimas etapas, todas vencidas pelo goiano Brian David, da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros. David é o vice-líder do Campeonato Brasileiro com 92 pontos. Seu companheiro de equipe o cearense José Duarte está em terceiro lugar na tabela, com 68.

A programação da etapa terá início na sexta-feira (25), com sessões de treinos livres. As corridas de domingo serão transmitidas ao vivo pelo canal de YouTube indicado na página principal do site moto1000gp.com.br. Os canais Bandsports e Esporte Interativo e o portal Terra transmitirão o GP Goiânia ao vivo a partir das 12h, com a íntegra das corridas das categorias GPR 250 e GP 1000 e VTs compactos das provas da GP 600 e da GP Light.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, que fornece pneus a todas as equipes participantes. O Moto 1000 GP também conta, em sua quinta temporada de história, com apoio de Beta Ferramentas, Puig, MSR Macacões Personalizados, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Deixe seu comentário