terça-feira, 22 de setembro de 2015

Kart: Thiago Lopez Oliveira vence o Festival Brasileiro Rotax

0 comentários
Foto: Luiz Pinheiro
Garoto paulista de 13 anos representará o Brasil no ‘Mundial’ em Portugal, no mês de novembro

Um garoto paulista de apenas 13 anos de idade representará o Brasil no Rotax Max Challenge Grand Finals 2015, espécie de Mundial da modalidade de kartismo em Portugal. Thiago Lopez Oliveira (Guaraná Dolly/Academia B9/Reex/Box100) venceu de forma contundente no último final de semana (19/9) o Festival Brasileiro Rotax na categoria Junior Max, disputado no Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos, na capital paulista.

"Estou muito feliz, realizei um sonho, pois minha primeira vitória em kart de dois tempos foi em 2011 justamente em Portugal, país de meus avós paternos e onde tenho parentes. E a Rotax vai me dar a oportunidade de voltar lá. E o legal é que venci as duas principais baterias no kartódromo do meu ídolo Ayrton Senna e como ele disputarei um Mundial de kart", declarou Thiaguinho, que com o título garantiu a carimbo em seu passaporte para representar o país em Portimão, de 07 a 14 de novembro.

Thiago Oliveira concorreu à vaga no ‘Mundial’ com outros 20 pilotos de vários Estados. Na tomada de tempos ele garantiu posição na primeira fila do grid, ao lado do pole Dudu Barrichello. Na primeira bateria o filho mais velho do ex-piloto de Fórmula 1 venceu de ponta a ponta, seguido de Lopez Oliveira. Na segunda bateria classificatória Dudu venceu novamente, desta vez seguido de Duda Naves, com Thiago em terceiro.

"Na primeira bateria erramos na calibragem dos pneus e mesmo assim garanti o segundo lugar. Na segunda o kart estava perfeito e o problema foi só o posicionamento na largada, pois quem larga em terceiro neste traçado leva vantagem sobre quem parte em segundo. Como vamos largar com os mesmos pneus já gastos na Pré-final, vou estudar com o meu mecânico e o meu chefe de equipe Renato Russo o que faremos para ter um bom rendimento nesta situação", planejou o representante da Guaraná Dolly/Academia B9/Reex/Box100.

A formação do grid de partida da Pré-final no sábado foi baseado na somatória dos pontos obtidos na primeira e segunda baterias classificatórias. Como Dudu Barrichello perdeu menos pontos largou da pole position, enquanto Thiago Oliveira partiu novamente fechando a primeira fila. Mas desta vez o que se viu foi uma arrojada largada de Thiaguinho, para vencer de ponta a ponta, com vantagem de 4s6 sobre Duda Naves. E na corrida decisiva, largando de pneus novos da pole position, o garoto foi novamente dominador, para receber a bandeirada de vitória com 3s1 de dianteira sobre o gaúcho Arthur Leist, e 3s8 sobre o seu companheiro na equipe RR Racing Team, o paulista Victor Schoma.

"Tenho que agradecer a muita gente que me ajudou a conquistar este título. Ao esforço do meu pai, a ajuda da Guaraná Dolly, ao Rogé (Rogério Raucci) a funilaria Box100, que acreditou no meu potencial, ao meu mecânico Zé e ao preparador Itália, que acertou a carburação, ao meu coach Renato Russo, que também foi campeão e vai pra Portugal", agradeceu o simpático Thiaguinho, muito cumprimentado por mecânicos de diversos times, cientes de seu talento e das dificuldades que passa para seguir no esporte.

"Ah, e tem os meus amigos e companheiros de equipe Gui (Guilherme Peixoto) e Mat (Matheus Mogatto), que torceram muito por mim. Tem muito mais gente, inclusive das outras equipes por quem passei, pois todos eles me ensinaram alguma coisa que foi importante para esta que foi a principal conquista da minha carreira. E foi muito legal conquistar o primeiro título para a Techspeed nesta categoria, o chassi funcionou perfeitamente. Espero ter condições de continuar com eles", lembrou.

Curta www.facebook.com.br/thiagolopezoliveira

Deixe seu comentário