quinta-feira, 11 de junho de 2015

Equipe da Bio Ritmo está por trás do alto desempenho de Helena Deyama nas competições

0 comentários
Foto: Luciano Santos
Dedicação extrema da piloto e filosofia oriental também fazem parte do treinamento

Nas trilhas e principais competições off-road do País, Helena Deyama compete de igual para igual com as principais feras do rali. A bordo dos veículos de competição, a experiente piloto demonstra habilidade, desenvoltura e muita determinação diante dos mais variados obstáculos. Para conseguir obter resultados de alta performance, e competir profissionalmente, a piloto de descendência japonesa, e com apenas 1,54 cm de altura, usa toda sua dedicação, e com auxílio de profissionais extremamente capacitados da Academia Bio Ritmo, consegue extrair o máximo desempenho durante as provas.

Com 20 anos de experiência no mundo do off-road, Helena logo percebeu que para encarar as disputas das principais provas de rali, principalmente para competir em um mundo dominado pelos homens, seria preciso investir pesado no preparo físico. Os treinos na Academia Bio Ritmo são intercalados entre musculação, treino funcional e natação.

Professor de Helena, Eduardo Vidal, conta que a disciplina de Helena chama bastante a atenção. Os treinos são realizados três vezes por semana, intercalando entre funcional e musculação. Eduardo diz que os treinos são montados para melhorar a agilidade e resistência na prática esportiva. "Nossos treinos são preparado para que a atleta consiga um bom desempenho no carro. Sabemos que ela passa muito tempo dirigindo, e precisa ter essa resistência, além do reflexo que é muito importante. Trabalhamos esse tipo de explosão e dá um bom resultado", explica o personal.

O desgaste em provas como o Rally dos Sertões, considerado o segundo maior rali do mundo, exige muita preparação. Segundo o professor de natação Eduardo Spina, para que Helena não apresente nenhum problema físico durante a disputa, a preparação é intensa e o trabalho cardiovascular auxilia na capacidade de respiração e produção de energia. "O VO2 é muito importante por conta do trabalho que ela desempenha. A Helena precisa ter uma grande capacidade para aguentar a instabilidade das provas. Para a resistência, diversificamos os treinos e trabalhamos vários grupos musculares. Cada treino tem duração de até duas horas", explica que acompanha Helena há cerca de sete anos.

Quem também acompanha Helena de perto na Bio Ritmo é a treinadora Daiana Caetano, que fala sobre a importância de cada exercício. "O treino funcional é importante, pois trabalha todos os músculos, e ajuda a manter uma boa postura durante a corrida, quanto mais consciência corporal ela tiver, menor o risco de lesões e dores musculares. O treino aeróbico é dividido em duas partes, ela faz corrida, remo e escada para manter o condicionamento, e também faz natação, que trabalha a parte cardiovascular", conta.

Daiana explica que Helena utiliza todos os aparelhos disponíveis para a musculação, como por exemplo, o supino reto, mesa flexora, máquina de remada, entre outros. "São exercícios que trabalham todos os grupos musculares, para exercitar todas as fibras. Quanto mais amplitude dos exercícios, mais as fibras são recrutadas. Ela também realiza alongamento, que serve como relaxamento".

Como resultado do trabalho desenvolvido, Helena executa todas as provas com mais segurança. "Durante o rali, o carro chacoalha muito, com o treinamento, ela tem maior equilíbrio do corpo, que envolve toda a musculatura do abdômen, lombar e glúteo. Com isso, tem mais estabilidade do tronco, o mantém reto, e consegue completar o percurso com segurança", comenta Daiana.

Importância da avaliação médica

Antes do início da prática esportiva, é indicada a avaliação médica. Na Bio Ritmo, Helena foi avaliada pelo médico Danilo Ladeia Muiños de Andrade. A academia disponibiliza avaliação física gratuita a todos os alunos e avaliação médica para alunos com faixa etária de risco.

Danilo assegura que a importância da avaliação médica é essencial para a segurança do praticante. "O desfecho mais temido no esporte é a morte súbita, que em pessoas até 35 anos tem como algumas de suas causas principais a miocardiopatia hipertrófica, displasia arritmogênica de ventrículo direito e miocardite. Após 35 anos, as causas mais importantes são as doenças arterioescleróticas, sendo o infarto agudo do miocárdio a maior causa de morte. Infelizmente em 2014 a lei de obrigatoriedade de atestado médico em academias foi revogada no município de São Paulo, o que consideramos um retrocesso e um risco à população em geral", analisa.

Já Helena passou com louvor no teste, surpreendendo o médico. "A avaliação da Helena chamou a atenção pelo excelente porte físico, pela carga de atividade regular e hábitos de vida saudáveis. Ela não apresentou alterações no sistema cardíaco, respiratório, ou osteomuscular. Foi solicitado teste ergométrico devido sua idade. No teste ergométrico foi realizado o protocolo Ellestad, indicado para pessoas ativas. A Helena realizou seis estágios do protocolo, com comportamento fisiológico de frequência cardíaca e pressão arterial ao esforço, não apresentando arritmias ou alterações sugestivas de isquemia do miocárdio. Sua capacidade aeróbia estimada foi excelente com um VO2 estimado pelo teste de 65,8, um valor considerado excelente até mesmo para pessoas de 20 - 29 anos realizando o mesmo protocolo", completa o médico.

Acompanhamento nutricional completa o treinamento

De nada adiantaria todo esforço e dedicação de Helena Deyama nos treinos, se não fosse acompanhado do plano alimentar e de suplementação indicado pela nutricionista da Bio Ritmo, Heloísa Cristina Piccinato. Através de um questionário detalhado, é realizada a coleta de informações básicas, como hábitos alimentares, queixas, rotinas de trabalho e treinos. Somado com a avaliação de medidas corporais, é calculado o planejamento alimentar, conforme explica Heloísa.

"O plano alimentar é individualizado de acordo com as necessidades e objetivos de cada paciente. Nesse planejamento, além das refeições com opções e quantidades de alimentos, ainda prescrevemos também toda a suplementação esportiva, caso seja necessária. No caso da Helena, foi feita toda uma adequação da alimentação baseada nos hábitos alimentares, rotina e necessidades nutricionais. Também prescrevemos a suplementação e hidratação para suporte dos treinos e competições, visando uma melhora na performance e prevenção de lesões musculares", enumera.

Segundo a nutricionista da Bio Ritmo, é recomendado ainda um cuidado especial com a hidratação. "Além do consumo de água pura, indicamos também a utilização de tablete de eletrólitos, para reposição de sais minerais perdidos através da sudorese, visto que o calor intenso dentro do carro de rali ocasiona uma perda de líquidos e sais minerais".

Com alimentação baseada na cultura japonesa desde criança, Helena mantém hábitos saudáveis, incluindo na dieta itens como verduras, legumes, peixe, frutas e arroz branco (Gohan). Além de ingredientes naturais, pouca gordura, sódio e açúcar. Heloísa afirma que a base alimentar de Helena e qualidade ingredientes auxiliam na composição corporal, prevenção de doenças e condicionamento físico. "Mesmo ela não consumindo carne vermelha, e com o consumo esporádico de frango e peixe, ela consegue alcançar a necessidade proteica através do consumo de ovos, soja, leite e derivados, além da suplementação com whey proteins realizada após os treinos", finaliza.

Helena sabe da importância do acompanhamento físico, e se diz motivada por inspirar jovens atletas na prática esportiva. "O preparo físico faz uma grande diferença na minha resistência, força e performance. Acompanho o mesmo treino de atletas muito mais jovens que eu na academia, e muitos deles se inspiram na minha dedicação aos treinos. A cada ano que passa me sinto mais em forma, com uma melhor imunidade aos efeitos do stress, do dia a dia de trabalho e competições".

O professor Eduardo Spina finaliza dizendo que a única diferença de Helena para os demais alunos é a disciplina. "Ela é disciplinada, cheia de foco e determinada. Isso a diferencia uns 60% dos demais", encerra.

Helena Deyama conta com patrocínio da Academia Bio Ritmo, Luart Studio e Brasil Off Road.

Assessoria de Imprensa Helena Deyama:
SIG Comunicação - Silvana Grezzana Santos
+ 55 (11) 999.726.966 - sig@sigcomunicacao.com.br
www.sigcomunicacao.com.br

Deixe seu comentário