segunda-feira, 1 de junho de 2015

Em Cascavel, Brian David vence e coloca o Team Estrella Galicia 0,0 no topo do pódio da GPR 250

0 comentários
Foto: Equipe Sanderson
José Duarte terminou em quarto, após brigar pelas primeiras posições. Diogo Moreira foi o nono e Guilherme Brito sofreu uma queda e não completou a disputa. Próxima etapa será no dia 28 de junho em Goiânia

A chuva deu uma trégua em Cascavel, no oeste do Paraná, mesmo assim, neste domingo (31) a disputa da GPR 250, categoria escola do Moto 1000 GP teve pista úmida, resquício da água que caiu na madrugada e no começo da manhã no circuito Zilmar Beux. O fato exigiu ainda mais técnica dos jovens pilotos da GPR 250. E como era de se esperar, uma disputa equilibrada foi o que se viu. Brian David, do Team Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros soube usar sua experiência para vencer na última volta. José Duarte, que também brigou pelas primeiras posições, completou em quarto lugar. Diogo Moreira foi o nono, enquanto que Guilherme Brito sofreu uma queda e não completou a corrida. A próxima etapa será dia 28 de junho, em Goiânia.

A segunda etapa do Moto 1000 GP, categoria GPR 250 foi emocionante. Com trechos de pista úmida, os pilotos precisaram de técnica e conhecimento para a disputa das 13 voltas em um dos circuitos mais rápidos do país. Brian David, que largou em quarto, após cair durante a classificação de sábado, se recuperou bem e logo na largada já mostrou que estava disposto a brigar pela vitória. Na primeira volta já estava em segundo. Durante a corrida, se revezou na liderança com Meikon e Ton Kawakami. Na última volta, soube usar bem a estratégia e na descida, usou o vácuo a seu favor, para completar a prova em primeiro. O piloto de Goiás ainda anotou a melhor volta da prova, com o tempo de 1min22s555 e média de 133,351km/h.

"Estou muito feliz com a vitória. Gosto muito desta pista, tanto no seco como no molhado. Eu queria muito vencer e estudei bem meus adversários durante a corrida, observei onde estavam errando e na última volta consegui fazer uma boa estratégia para ganhar", comemorou o jovem de 12 anos, que comanda a moto Honda CBR 250 R #35. Com o resultado, Brian assume a vice-liderança do campeonato, com 36 pontos.

José Duarte, que largou em terceiro, também andou forte e acompanhou bem o pelotão da frente, ele cruzou na quarta posição. O cearense ficou feliz com a vitória do companheiro de equipe.

"Hoje cheguei em quarto lugar. Durante toda a corrida os quatro primeiros (Brian David, Meikon Kawakami,Ton Kawakami, e eu) sempre andaram próximos e rápidos, a ponto de colocarmos uma volta no nono e décimo colocados. A vitória ficou com meu amigo e companheiro na Estrella Galicia 0,0,by Alex Barros, se recuperando da queda que sofreu na classificação de ontem. Estou feliz por ele e pela equipe. Fazendo uma análise fria dos números, evoluí neste fim de semana. Andei junto dos três primeiros, mas não consegui o que tinha planejado", disse o piloto da moto #97.

Diogo Moreira (#20) mostrou aprendizado nesta corrida, terminando em nono, após andar bem durante os treinos e largar em oitavo. Conquistou mais sete pontos no campeonato e ocupa a nona posição na classificação, com 11 pontos, junto com seu companheiro de equipe, Guilherme Brito.

"Foi uma corrida boa. Mas me atrapalhei um pouco na largada e perdi algumas posições. Fui buscar. Cheguei em nono, e o mais importante foi que não caí, pois a pista, apesar de estar praticamente seca, ainda tinha uns trechos bem molhados. Aprendi mais um pouco e vou trabalhar para estar entre os cinco melhores na próxima corrida", declarou Diogo Moreira.

O paulista Guilherme Brito não teve um fim de semana de sorte. Após cair na primeira volta do Q1, no sábado, não registrou tempo e largou em 11º. Neste domingo, ele vinha em uma corrida de recuperação, chegando a ocupar o quinto lugar. Mas a quatro voltas do fim, Brito e Rafael Traldi se tocaram e o piloto da Estrella Galicia 0,0 levou a pior. O jovem de 12 anos escapou, não conseguiu segurar a moto, foi para grama, deslizou e caiu, depois de bater no guard rail. Felizmente o piloto não sofreu nada grave.

"Vim de trás e fiz uma boa largada. Consegui seis posições ainda nas primeiras voltas. Mas em uma disputa por posição com o Rafael Traldi, ele me fechou, tocou minha roda dianteira, eu acabei desiquilibrando, saindo da pista e caí. Mas felizmente não foi nada, só o susto mesmo", contou o paulista da moto Honda CBR 250 R#19.

A terceira etapa do campeonato será no dia 28 de junho, em Goiânia.

Resultado da Corrida da GPR 250 em Cascavel:
1º) Brian David (GO/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, 13 voltas em 18min13s985
2º) Ton Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, a 0.076
3º) Meikon Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, a 0.616
4º) José Duarte (CE/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 1.239
5º) Rafael Traldi (SP/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 42.451
6º) Herbert Pereira (RS/Motonil Motors-PV Brasil), Kawasaki, a 42.592
7º) Niko Ramos (SP/M2B Racing), Kawasaki, a 1:07.105
8º) Felipe Gonçalves (PR/Paulinho Superbikes), Honda, a 1:26.100
9º) Diogo Moreira (SP/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a uma volta
10º) Gustavo Gil (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, a uma volta

Não completou
Guilherme Brito (SP/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda,

Melhor volta: Brian David, com 1min22s555, média 133,351km/h

Classificação do campeonato
1º) Ton Kawakami, 46
2º) Brian David, 36
3º) Meikon Kawakami, 33
4º) Rafael Traldi, 24
5º) José Duarte, 23
6º) Herbert Pereira, 18
7º) Felipe Gonçalves, 14
8º) Gustavo Gil, 13
9º) Guilherme Brito, 11
Diogo Moreira, 11

Assessoria de Comunicação/Imprensa
FGCom
Fernanda Gonçalves / Beatriz de Paula
(11) 4116-5509
fernanda@fgcom.com.br / beatriz@fgcom.com.br
www.fgcom.com.br

Deixe seu comentário