quarta-feira, 18 de março de 2015

Nicolas Prost elogia Stock Car e prevê disputa com Senna

0 comentários
Foto: Miguel Costa Jr. 
Companheiros de Júlio Campos e Antonio Pizzonia serão atrações em Goiânia

Na apresentação do quarteto que defenderá a Equipe Prati-Donaduzi na abertura da temporada no fim de semana em Goiânia, o francês Nicolas Prost elogiou a Stock Car e deixou claro que, se depender dele, a antiga rivalidade nas pistas de dois dos maiores nomes do automobilismo mundial será mantida. "Já conhecia a categoria porque gosto e acompanho tudo o que se relaciona a corridas. A Stock Car é uma categoria supercompetitiva, com os carros andando próximos e com ótimos pilotos. Sou amigo do Bruno Senna, ele será meu companheiro de equipe, mas lá dentro será um adversário a mais", afirmou.

A Prati-Donaduzzi aproveitou a única prova em duplas do calendário para reunir novamente um Senna e um Prost depois de 26 anos. O filho do tetracampeão da Fórmula 1 será parceiro do paranaense Júlio Campos e se interessou em vir ao Brasil logo que recebeu o convite, ainda no final do ano passado. Reencontrará cinco colegas da Fórmula E, o campeonato mundial de carros elétricos que passou a liderar depois da vitória de sábado em Miami. Além de Bruno, estarão na capital goiana o espanhol Jaime Alguersuari, o português Antonio Felix da Costa e os brasileiros Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi.

Bruno e Nicolas, embora se conheçam já há vários anos, nunca haviam se confrontado diretamente até a estreia na Fórmula E. "Fizemos opções diferentes nas divisões de base. Corri na Fórmula 3 inglesa, ele na espanhola; passei pela GP2 e ele não. Mas é um ótimo piloto e se adaptou rapidamente a um carro difícil de pilotar como o da Fórmula E. Tanto que conquistou a primeira pole da história da categoria", destacou Bruno.

Nicolas nunca correu com carros de turismo, à exceção de uma breve experiência na DTM alemã. "Mas o carro é muito diferente da Stock Car", observou. Na segunda-feira, Nicolas esteve em Cascavel treinando com um modelo da extinta Picape Racing e impressionou o anfitrião Campos. "Ele deu uma série de voltas e já foi logo virando rápido. No fim do dia, estava praticamente no mesmo ritmo de pilotos da Stock Car", observou o paranaense.

Pizzonia correrá novamente ao lado de Bruno e espera ter melhor sorte que em 2014, quando se viu envolvido em acidentes desde os treinos que comprometeram as chances do carro número 1. "Eu estava até comentando com o Bruno que a equipe está bem mais forte. Mesmo com uma segunda fase melhor que a primeira, ganhei em Santa Cruz do Sul logo na segunda etapa. Mas agora sinto que temos chances maiores de brigar pela vitória", comentou o amazonense.

O "quarteto fantástico" da Prati-Donadizzi deveria embarcar para Goiânia no fim da tarde desta quarta-feira. Amanhã, Bruno e Nicolas, com toda a retaguarda da equipe comandada pelo diretor-técnico Juan Carlos "Mico" Lopez, participarão dos treinos exclusivos aos convidados. "Estamos levando todo o material das corridas do ano passado, inclusive as imagens das câmeras onboard e os dados da telemetria", disse Campos. "Tudo isso vai ajudá-los bastante, porque ainda não conhecem a pista."

Márcio Fonseca (MTb 14.457)
Assessoria de imprensa da Equipe Prati-Donaduzzi
Tel. (11) 99434-2082
E-mail:fonsecamarcio@terra.com.br
www.mfdois.com.br
@mfdois

Deixe seu comentário