quarta-feira, 4 de março de 2015

Após dez meses parado. Kartódromo de Interlagos recebe Shell SKB Paulista com novo asfalto

0 comentários
Foto: Carsten Horst
Gianluca Petecof, de 12 anos, e Yurik Carvalho, de 15, estrearam com poles e pódios na equipe Shell Art Birel e esperam brigar novamente pelas primeiras colocações na segunda etapa do Shell SKB Paulista de Kart

O mais célebre palco do kartismo brasileiro - e certamente um dos mais importantes do mundo - recebe neste final de semana a segunda etapa do Shell SKB Paulista de Kart. Depois de ficar quase dez meses sem receber competições oficiais, o Kartódromo Ayrton Senna, em Interlagos ganhou um novo asfalto, com a mesma tecnologia implementada no circuito de F-1, e deve tornar a competição ainda mais acirrada para os mais de 100 kartistas que vão acelerar em São Paulo nesta semana.

Destaques da etapa de abertura do Shell SKB Paulista de Kart, em janeiro, no Kartódromo Aldeia da Serra, Gianluca Petecof, de 12 anos e que compete na categoria Junior, e Yurik Carvalho, de 15 anos e participante da modalidade mais forte do final de semana, a Graduados, voltam à pista em busca de novas poles e pódios. Os dois foram selecionados no início deste ano para participarem do novo programa de jovens talentos criado pela Raízen, a Academia de Pilotos Shell Racing.

"Estou muito ansioso para voltar a acelerar em Interlagos, que é o templo do kartismo brasileiro. Foi onde venci o SKB 14 no ano passado, alcançando o bicampeonato da competição. Com o apoio da Academia Shell Racing e da Birel Art Brasil, tenho ao meu lado os melhores profissionais e o melhor ambiente possível para alcançar esse crescimento. Por isso estou otimista e acredito que possa novamente brigar por um lugar no pódio em Interlagos", diz Gianluca, que na etapa de abertura conquistou uma pole e dois pódios e, com isso, ocupa a terceira colocação no campeonato.

Segundo Yurik, com o novo asfalto de Interlagos, há a expectativa de corridas ainda mais emocionantes e até mesmo quebra de recordes em diversas categorias. "Pelo que vimos nos testes não-oficiais, na semana anterior ao evento, a pista parece ser mais rápida. Com isso, vamos ver uma competição ainda mais próxima na Graduados na segunda etapa do Shell SKB Paulista de Kart", diz o piloto de 15 anos, que fez pole e conquistou um pódio na Aldeia da Serra, em janeiro.

O responsável pela equipe Shell Birel Art Racing, o campeão mundial de kart Ruben Carrapatoso, ressalta que os pilotos e preparadores terão um desafio extra nesta etapa. "Todo mundo conhece bem a pista de Interlagos, mas com o novo asfalto muita coisa muda, como a aderência dos pneus, as ondulações, as novas zebras etc. Tudo isso implica em novos acertos e ajustes, o que será um atrativo interessante desta etapa", diz Carrapatoso.

Os treinos para a segunda etapa do Shell SKB Paulista de Kart tiveram início nesta semana e vão se estender até sexta-feira. No sábado e no domingo, haverá tomada de tempos e a disputa das baterias, totalizando quatro por cada categoria.

Sobre a Academia de Pilotos Shell Racing:

Inspirado em programas europeus que levaram jovens kartistas para categorias top, como a F-1, a Academia de Pilotos Shell Racing é uma iniciativa inédita no Brasil promovida pela Raízen para garantir apoio a jovens revelações do automobilismo e auxiliar seus passos futuros no esporte a motor. Em 2015, serão quatro categorias contempladas, com seis pilotos: Gianluca Petecof e Yurik Carvalho (kart), Pedro Cardoso (F-3), Dennis Dirani (Brasileiro de Turismo) e Valdeno Brito e Ricardo Zonta (Stock Car). O programa também inclui o patrocínio ao SKB Shell V-Power, um dos principais campeonatos do kartismo nacional, com seis etapas.

Sobre a Raízen:

A Raízen se destaca como uma das maiores empresas de energia do Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis. Produz cerca de 2 bilhões de litros de etanol por ano, 4,5 milhões de toneladas de açúcar e gera mais de 900 MW de energia elétrica a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A empresa conta ainda com uma rede formada por 5.245 postos de serviço com a marca Shell, responsáveis pela comercialização de combustíveis e mais de 900 lojas de conveniência Shell Select.

Deixe seu comentário