quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Fórmula E: Bruno Senna diz que Punta "vai ser treta"

0 comentários
Foto: Divulgação
Pista de rua rápida e estreita são obstáculos rumo aos primeiros pontos

SÃO PAULO - Em sua primeira visita ao Uruguai, Bruno Senna já sabe o que encontrará pela frente neste sábado no circuito urbano de Punta del Este, palco da terceira etapa da Fórmula E - o Campeonato Mundial de Carros Elétricos da FIA. "Vai ser treta. A pista é rápida e estreita", resumiu o piloto da Mahindra Racing, que busca os primeiros pontos da nova categoria. Em sua conturbada estreia em Pequim, o brasileiro nem conseguiu participar da tomada classificatória e abandonou com a suspensão quebrada logo na primeira volta. A seguir, em Putrajaya (Malásia), envolveu-se em acidente quando brigava pelo terceiro lugar no final da corrida.

Bruno chegará na quinta-feira ao sofisticado balneário uruguaio com conhecimento limitado do traçado de 2,8 quilômetros montado na Playa Brava e que percorre partes já utilizadas pela TC2000 argentina. São 20 curvas e poucas mas velozes retas, sempre cercadas muito de perto por muros e barreiras de proteção. "O arquivo da pista só me chegou hoje e nem pude trabalhar direito no simulador", explicou. "Mas é muito diferente das anteriores, porque é mais aberta. Como é ao lado da praia, isso significa muito vento e areia. E tem duas curvinhas lentas, ainda mais lentas que o grampo de Putrajaya", analisou.

Principal novidade do automobilismo em 2014, a Fórmula E continua atraindo pilotos egressos da Fórmula 1, que se constituem na maioria no grid de 20 carros. Em Punta del Este, a chegada do francês Jean-Eric Vergne à Andretti Racing, como companheiro de Franck Montagny, deve atrair ainda mais holofotes para a categoria. Mesmo tendo deixado uma boa impressão na Fórmula 1, Vergne não teve seu contrato renovado com a Toro Rosso. "E sempre bom contar com pilotos da qualidade dele. Só aumenta o prestígio da Fómula E. Ele será bem-vindo, mas acho que terá um pouco de dificuldades a princípio porque os carros são completamente diversos", afirmou Bruno.

Como é marca registrada da Fórmula E, toda a programação será cumprida em apenas um dia, com duas sessões de treinos livres, o qualifying que definirá as posições de largada e a prova. Serão 20 voltas, com início às 16 horas, e a parada nos boxes para a troca de carros em função da pequena autonomia das baterias. A Fox Sports exibirá toda a programação ao vivo.


Márcio Fonseca (MTb 14.457)
MF2 - Serviços Jornalísticos Ltda.
Tels. (11) 99434-2082 /2532-3615

Deixe seu comentário