Header Ads Widget

Responsive Advertisement

Moto 1000 GP: seis pilotos "da casa" confirmados no GP Curitiba

Foto: Equipe Sanderson
Lenzi, Moura e Salles disputam a categoria principal, a GP 1000. Nunes atua na GP Light, que terá ainda as estreias de Ramalho e Godói

  A temporada de 2014 do Moto 1000 GP terá sequência neste domingo (26) no Autódromo Internacional de Curitiba. Com corridas nas categorias GP 1000, GP 600, GP Light e GPR 250, a sexta das oito etapas vai definir a lista de pilotos que vão disputar, nas etapas finais em Santa Cruz do Sul e Goiânia, os títulos do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O GP Curitiba terá em ação no fim de semana seis pilotos representantes da capital paranaense.

A Grinjets Superbikes, equipe chefiada por Gustavo “Gringo” Rodríguez, terá dois curitibanos na pista. Daniel Lenzi, cumprindo sua terceira temporada na GP 1000, busca voltar à zona de pontuação depois de quatro corridas fora do grupo dos 15 primeiros colocados. Ele está em 24º lugar na tabela. A equipe também promoverá a estreia de Alex Godói na categoria GP Light. Os dois vão pilotar unidades do modelo S1000RR da BMW.

Outros dois representantes da cidade vão participar do GP Curitiba pela Competizione Moto Racing. Marcos Christian Salles concilia a coordenação da equipe com sua própria participação na GP 1000. Com o no o lugar na etapa de Cascavel como melhor resultado no ano, ele vive a expectativa de tentar em sua cidade o primeiro pódio no Moto 1000 GP. Sua equipe promoverá a estreia de outro curitibano, Ricardo Ramalho, na GP Light.

Categoria principal do campeonato, a GP 1000 tem Victor Moura como representante curitibano. Ele voltou às pistas pela M2B Racing, chefiada por Marcelo Anastácio, com a temporada já em andamento após mais de um ano afastado por um acidente. Na etapa de setembro em Goiânia, conquistou o sétimo lugar. O sexto piloto da cidade no GP Curitiba é o campeão paranaense Rafa Nunes, que passa a defender a Aclat Racing na GP Light.

A movimentação em pista do GP Curitiba terá início já nesta quarta-feira (22), com a programação dos treinos livres extraoficiais que terão sessões para todas as categorias durante todo o dia. O cronograma oficial do evento será aberta na sexta-feira (24), com treinos livres. A prática terá sequência na manhã do sábado (25) – à tarde haverá as tomadas de tempos classificatórias. As quatro corridas serão disputadas no domingo.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Postar um comentário

0 Comentários